Av. São Francisco de Assis, 363 - Jundiaí - Anápolis/GO

MMBA em Planejamento e Estratégia de Alta Performance no Setor Público

COORDENAÇÃO
Profª Drª SARA LAÍS RAHAL LENHARO

MBA em Planejamento e Estratégia de Alta Performance no Setor Público

CARGA HORÁRIA: 360 horas

PÚBLICO ALVO

O curso destina-se a profissionais graduados que trabalham nas áreas de gerenciamento, execução e operacionalização das organizações. Destina-se também aos interessados em aprofundar seus conhecimentos na Administração seja pública ou não e demais interessada no tema para fins de excelência de respostas de atividades diárias.

PRÉ-REQUISITO

Diploma de ensino superior reconhecido pelo ministério da educação do Brasil ou revalidado quando emitido em instituições de ensino estrangeiras, na forma da regulação federal.


Matriz | Presencial – 100%


Disciplina Tipo T Período C
1º Período
Projetos – Eficácia E Limitações Nas Organizações Públicas Obrigatória 18 0
Gestão Por Resultados Obrigatória 18 0
Gerenciamento De Projetos No Setor Público Obrigatória 36 0
Total: 03 Disciplinas 72
2º Período
As Áreas De Conhecimento Em Gerenciamento De Projetos Obrigatória 18 0
Gigantismo E Poder Nas Corporações Obrigatória 36 0
A Separação Entre Propriedade E Gestão Obrigatória 18 0
Total: 03 Disciplinas 54
3º Período
Síntese E Análise Das Concepções De Governança Corporativa Obrigatória 36 0
Formação De Multiplicadores Na Administração Pública Obrigatória 36 0
Gestão, Comunicação E Pessoas Obrigatória 36 0
Total: 03 Disciplinas 108
4º Período
Ingresso Na Administração Pública : O Concurso Público E O Estágio Probatório Obrigatória 18 0
Planejamento Estratégico Governamental: Instrumento De Planejamento Obrigatória 72
Metodologia De Pesquisa Obrigatória 36
Total: 03 Disciplinas 72
Carga Horária Total 360h

SISTEMA DE AVALIAÇÃO

Para o aluno ser aprovado em qualquer das disciplinas ministradas e Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) é necessário, além da frequência mínima de 75% do total das aulas ministradas, obter o grau 7,0 (sete). Para efeito de atribuição de grau aos trabalhos realizados pelo aluno, será adotada a escala de zero a dez, admitindo-se apenas, a fração de meio ponto.